Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2019

8ª Assembléia dos Povos Indígenas Potiguara

Imagem
No dia 19 de outubro ocorreu em Baia da Traição  a 8ª Assembléia dos Povos indígenas Potiguara/PB com o tema "Potiguara e reuniu cerca de setecentas pessoas especialmente entidades e povos indígenas potiguara.
        O LTA-Bloco BX esteve presente com a representação da Profa. Dra.  Luiza Eugênia  da Rocha Mota Cirne que proferiu palestra sobre  Biodiversidade ameaças e oportunidades , contribuição da extensão da Ufcg no evento.
        Participaram também as entidades : Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido (SEAFDS), Secretaria de Estado da Saúde/Sesai, Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, Polícia Militar e Funai e o Ministério Público Federal.


Continuidade do 8° ISRMU

Imagem
Nos dias 17 e 18 de setembro o LTA-Bloco BX esteve presente no  8° Simpósio Iberoamericano de engenharia de resíduos, realizado a cada dois anos pela REDISA, na cidade de Assunção no Paraguai, representado na ocasião pela coordenadora do Laboratório, a Profa. Dra.  Luiza Eugênia  da Rocha Mota Cirne membro da rede que apresentou o andamento  dos projetos de extensão e Programa de Mobilização em Sanemantto Ambiental, vinculados ao Departamento de Engenharia Agrícola da UFCG.
        Também nesse encontro foram divulgados os resultados do 8° ISRMU - Simpósio Internacional de Gerenciamento de Resíduos em Universidades, que foi organizado e realizado pelo LTA em Campina Grande no ano de 2017.
        A REDISA propõe a coordenação dos diferentes grupos de pesquisa que trabalham com o manejo dos resíduos sólidos urbanos, mediante aplicação em comum de seus resultados de pesquisa e elaboração de propostas de atividades conjuntas que visem à melhoria da qualidade de vida das cidades.

Fluxograma do Procedimento de Coleta

Imagem
O Projeto Coleta Seletiva Solidária tem sido uma eficiente metodologia para a gestão ambiental da instituição. As ações desenvolvidas desde 2007 até o presente momento possibilitou um aumento nos quantitativos, sobretudo na qualidade dos resíduos sólidos coletados no campus e na renda mensal dos catadores, representando 858 Kg em média mensal de resíduos coletados na UFCG – Campus I. A renda média entre os catadores foi de R$ 523,75 atribuída também a doação dos resíduos da instituição. A parceria entre a universidade, a cooperativa de catadores e as comunidades acadêmica e a circunvizinha se mostra bastante eficiente para a mobilização dos setores frente à gestão compartilhada de resíduos sólidos. Podemos também perceber a mudança dos hábitos das pessoas envolvidas que hoje se fazem mais presentes na doação de seus resíduos sólidos para a reciclagem.